terça-feira, 24 de março de 2009

ABRACEH-ASSOCIAÇÃO DE APOIO AO SER HUMANO E À FAMÍLIA

"Assim diz o senhor...: eu sou o primeiro e eu sou o último, e além de mim não há deus”. (Isaías 44:6)

Que a graça e a paz do nosso Senhor JESUS Cristo estejam sobre você e sua família!

Temos a honra de convidá-lo para o III ENCONTRO DA ABRACEH.

Se você é um pastor, líder, sacerdote, missionário ou cidadão que valoriza a vida e a família, participe desse encontro que visa a apoiar aqueles que têm interesse em ajudar as pessoas que sofrem e promover a defesa da vida e da família.

Certamente, você já percebeu que vivemos em tempos difíceis, nos quais muitos defendem a "Cultura da Morte". Essa cultura consiste na defesa do aborto, do casamento gay, infanticídio, e de outras idéias contrárias aos interesses da vida humana e da família.

Os defensores da Cultura da Morte são integrantes do "Movimento da Desconstrução Social". Esse Movimento pretende ridicularizar e aniquilar os princípios morais que preservam e valorizam a vida humana e família, segundo os princípios cristãos.

Ainda que o Movimento da Desconstrução Social seja forte e atue ativamente por meio de instituições públicas e privadas, além da mídia, sabemos que a verdade deve prevalecer e que não podemos deixar que as famílias sejam conduzidas (e destruídas) segundo as idéias desse movimento.

Você sabe que não pode permanecer como mero expectador desse processo de destruição social que pretende acabar com a sua fé, liberdade e moral. Além disso, você também sabe que não pode assistir passivamente enquanto alguns pretendem destruir sua família e sua comunidade por meio da disseminação de idéias contrárias aos princípios que mantêm a sociedade livre do caos.

Participe do III ENCONTRO DA ABRACEH. Venha conhecer pessoas que não estão de braços cruzados enquanto alguns tentam levar a sociedade para o abismo. Nesse encontro, você poderá interagir com pessoas que pensam como você e que estão dispostas a discutir, estudar, elaborar e implementar ações que protejam nossas famílias (principalmente as crianças e os adolescentes) de toda essa ideologia que está corroendo a sociedade rapidamente.

Veja a seguir a nossa programação e a lista dos preletores que estarão presentes no evento. Faça sua inscrição e aproveite para conhecer mais sobre a ABRACEH no endereço eletrônico www.abraceh.org.br

Esperamos vê-lo no evento para conhecê-lo melhor e para que possamos nos apresentar adequadamente a todos que pretendem contribuir para a construção de um mundo melhor.

Rozangela Justino,
Presidente da ABRACEH-ASSOCIAÇÃO DE APOIO AO SER HUMANO E À FAMÍLIA.
http://rozangelajustino.blogspot.com

TEMA:
“OPOR-SE AO MESMO TEMPO QUE ESTENDENDO A MÃO”
Base Bíblica: Romanos 12: 2 e Isaías 41:13

DATA e HORÁRIO:
Dias 10 (das 8 às 19h), 11 (das 8 às 20h) e 12 ( das 8 às 13h) de abril de 2009

Local:
Comunidade Evangélica Nova Aurora - MISSÃO CENA

Endereço:
Rua Gal. Couto de Magalhães, 280 (Clube da Esperança) - LUZ – SP

Investimento:
Até o dia 31 de março de 2009: R$ 70,00;
Do dia 1º. de abril até o dia do evento: R$ 80,00
Se você deseja participar um dia somente (sexta ou sábado): R$ 35,00; no domingo: R$ 25,00

O valor da inscrição acima lhe dará direito ao almoço nos dias 10, 11 e 12.

Depósito na conta ABRACEH:
BANCO DO BRASIL: agência 1251-3 c/c 24.611-5

ATENÇÃO:

Envie um e-mail para info@abraceh.org.br e abraceh@urbi.com.br dizendo que fez a sua inscrição. Anexe cópia do comprovante de pagamento escaneado enviando-o pelo correio eletrônico ou a cópia para o endereço terrestre da ABRACEH: Caixa postal 106.075, Niterói, RJ CEP 24.230-970. Guarde o seu comprovante de depósito e apresente-o no dia do evento, para evitar qualquer dúvida.

QUANTO À HOSPEDAGEM:

Existe uma farta rede de Hotéis na redondeza, no entanto, os mais próximos:

1)New Comercial Palace Hotel - R. Gal. Couto de Magalhães, 410 (11) 3333-1133 / 3331-4332 ( uma pessoa = R 35,00 e duas R$ 60,00)

2)Hotel Monteneve Ltda. R. Gal Couto de Magalhães, 428 (11) 3221-8633 / 3361-6597 / 3221-8075 / 3361-6607 (um pessoa = R$ 66,00 e duas = R$ 88,00)

Obs: Tais despesas serão por conta de cada participante.

Os que tiverem dificuldades de arcar com o custo de hospedagens podemos disponibilizar algumas vagas, para se acamparem, gratuitamente, na Missão CENA, mas somente para os primeiros que se inscreverem, até esgotarem-se as vagas. Inscreva-se logo! Não perca esta oportunidade!

TEMAS E PRELETORES:

1.“A ABRACEH SE OPONDO AO MESMO TEMPO QUE ESTENDENDO A MÃO” – Rozangela Justino (Presidente da ABRACEH)

2.“O REINO DE DEUS E O REINO DOS HOMENS” – Pr João Carlos (Presidente da Comunidade Evangélica Nova Aurora – Missão CENA)

3.Nós nos Opomos:

a.“A IDEOLOGIA ‘QUEER’ E A SUA PROPOSTA DE DESCONSTRUÇÃO SOCIAL" - Zeev Hashalom (filósofo e professor)

b.“A TEORIA ‘QUEER’ E SUA INFLUÊNCIA NOS VALORES DA FAMÍLIA CRISTÔ – Rosemary Geremias (Professora do Seminário Teológico Batista de Niterói)

c.“A PEDAGOGIA ‘QUEER’ E A POLÌTICA PÓS-IDENTITÁRIA” – Rozangela Justino

4.“POLÍTICAS PÚBLICAS E ESTRATÉGIAS DA NOVA ORDEM MUNDIAL PARA O CONTROLE DA POPULAÇÃO” – Dr. Paulo Fernando Melo da Costa (advogado, professor e assessor parlamentar)

5.“MITOS E REALIDADE ACERCA DOS PROJETOS DE LEIS DE INTERESSE DA VIDA HUMANA, FAMÍLIA E IGREJA” – Dr. Paulo Fernando Melo da Costa

6.“A ‘COISIFICAÇÃO’ DO SER HUMANO E O ABORTO NA ORDEM DO DIA – o movimento PRÓ-VIDA FAMÍLIA e a REDEPROVIDA estendendo a mão para o nascituro e sua mãe” – Dr Paulo Fernando Melo da Costa

7.“O CRISTÃO E A ABSTINÊNCIA SEXUAL” - Dr. Paulo Fernando Melo da Costa

8.A MISSÃO CENA estendendo a mão:

a.“QUANDO A VIOLÊNCIA NA INFÂNCIA É DETECTADA: cuidados e aconselhamento” –

Missionária Magdalene Hildelbrandt;

b.“À POPULAÇÃO DE RUA” – Missionária Sueli Dias de Oliveira;

c.“ÀS CRIANÇAS DE RUA” - Missionária Daniele Cristina da Silva;

d.“ÀS GAROTAS DE PROGRAMA” – Missionária Maria Edileuza C. de Souza;

e.“AOS TRAVESTIS” – Pr João Carlos

f.“ATRAVÉS DA CASA DE RECUPERAÇÃO” – Prs José Antonio Conestabile e Valdete Martins Pereira Conestabile

g.“NAS CASAS FAMÍLIA” – Missionário Francisco Petrônio de Souza Bezerra


9.A MISSÃO GRUPO DE AMIGOS estendendo a mão:

a. “QUANDO OCORRE A DEPENDÊNCIA EMOCIONAL” – Missionária Alice Magalhães;

b.“E A HOMOSSEXUALIDADE NAS IGREJAS NO SÉC. XXI” – Roberto Teles (Bacharel em Teologia e voluntário da Missão GA);

c.“PARA A SAÍDA DA HOMOSSEXUALIDADE” - depoimento do Pr Francisco e Jane Ferreira;

10.A MISSÃO JEAME estendendo a mão para:

a.CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM PRIVAÇÃO DE LIBERDADE (Febem, atualmente Fundação Casa) – Regina Meire do Nascimento (psicóloga, diretora secretária do Ministério Jeame);

b.CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RISCO NAS RUAS DA CIDADE DE SÃO PAULO (Cracolândia) - missionário Virgílio Vieira dos Santos.

11.“ESTENDENDO A MÃO ÀS MULHERES QUE SOFREM VIOLÊNCIAS” - Naiá Duarte (Coordenadora Nacional da Comissão Mulher do Projeto MULHER VIVA)

12.“DENUNCIANDO A CULTURA DO ABUSO SEXUAL ENTRE MENINOS E ENTRE MENINOS/HOMENS E SUAS CONSEQUÊNCIAS – Rozangela Justino

13.“ESTENDENDO A MÃO ATRAVÉS DO PROGRAMA DOS 12 PASSOS” – João Luis Vieira (Técnico em Dependência Química)

14.“ESTENDENDO A MÃO ATRAVÉS DO PROGRAMA DA ESTRATÉGIA DA PREVENÇÃO DA RECAÍDA” – João Luis Vieira

15.A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO NA TRANSFORMAÇÃO HUMANA” – Dra.Valéria Lemonache (psicóloga, Ig Bola de Neve)

ATENÇÃO:

Organize-se para adquirir o livro: “HOMOSSEXUALIDADE MASCULINA – escolha ou destino?”, autor: Claudemiro Soares

Este livro trata da atração pelo mesmo sexo e as abordagens terapêuticas para a mudança de orientação sexual, ou seja, para a saída da homossexualidade. Custo = R$35,00

Normas para participar das reuniões da ABRACEH:

Fotos só com a autorização dos participantes. A ABRACEH poderá gravar somente as palestras para veiculá-las, posteriormente.

A ABRACEH entende que todos os participantes de suas reuniões estão cientes e de acordo com:

1)a sua posição cidadã, visando a garantia do direito de apoiar pessoas que desenvolveram os mais diversos transtornos sexuais e comportamentais, incluindo os que voluntariamente desejam deixar a homossexualidade (conforme descrições da CID 10, publicação oficial da OMS) e sua prevenção, como também os envolvidos direta e indiretamente com estes, seus familiares, especialmente as crianças e os adolescentes em situação de risco social, priorizando os vitimados pelo abuso e exploração sexuais;

2)o apoio da ABRACEH ser exclusivo para os descritos no item 1, acima, não para aquelas pessoas que estejam satisfeitas ou que queiram desenvolver a homossexualidade e/ou outros transtornos/disfunções sexuais;

3)ABRACEH ser totalmente contra a filosofia do “movimento da desconstrução social-‘queer’ para a liberação sexual”, onde todas as formas de expressão sexual são consideradas válidas, representada, principalmente, pelo “movimento pró-homossexualismo/diversidade sexual/livre expressão da orientação sexual” e seu possível acordo com o “movimento do amor erótico entre adultos e crianças”;

4)a ABRACEH, também não concorda com a aliança do CFP-Conselho Federal de Psicologia com o “movimento pró-homossexualismo/diversidade sexual”, formalizada pela Resolução 01/99 do CFP, criada para a perseguição de profissionais que apóiam os que voluntariamente desejam deixar a homossexualidade, contrariando os principais teóricos e escolas da psicologia, sabotando os Direitos Humanos, Constitucionais, Direitos das Crianças e dos Adolescentes e a OMS-Organização Mundial da Saúde, de conhecimento público através da sua publicação oficial: CID 10;

5)A ABRACEH não está de acordo com Projetos de Leis e nem com Leis que trabalham contra a vida humana e a família , tais como os pró-aborto, pró-homossexualismo / diversidade / livre expressão da orientação sexual / prostituição; e nem concorda com o apoio de qualquer órgão da sociedade e do poder público que apóiem movimentos sociais que trabalham contra a vida humana e a família contrários aos princípios cristãos, conforme as Escrituras Sagradas, visando o controle de população e futuro domínio na nação brasileira;

6)o preenchimento da ficha de adesão à ABRACEH, a declaração de que estão procurando, voluntariamente, a ABRACEH e os que desejarem ser apoiadores voluntários da ABRACEH preencherão também a ficha específica: nas reuniões de apoio, encontros, congressos, seminários e em qualquer evento promovido pela ABRACEH. Nas reuniões promovidas pelas instituições apoiadoras onde a ABRACEH é a convidada será assinada a lista de presença e é voluntário o preenchimento das outras;

7)as demais disposições estatutárias e regimentais da ABRACEH.
“E todo ser que respira, louve ao Senhor”. (Salmo 150:6)
Para a garantia do recebimento de suas mensagens envie para todos os seus e-mails quando desejar falar com ABRACEH: info@abraceh.org.br; abraceh@urbi.com.br ou
Rozangela Justino: rjustino@urbi.com.br; rozangelajustino@abraceh.org.br; rozangelalvesjustino@ig.com.br

Até lá, e que Deus nos abençoe, em nome de JESUS !

Rozangela Justino

(21) 8686-8737 (quando no Rio de Janeiro)
(11) 6696-1501 ( em São Paulo)

Presidente da ABRACEH

http://rozangelajustino.blogspot.com

www.abraceh.org.br

FORA COM AS PALHAÇADAS MINISTERIAIS

Fora com as palhaçadas ministeriais

É tempo de comprometimento e precisamos reafirmar o óbvio: Deus requer que os líderes obedeçam as regras!

J. Lee Grady, editor da revista Charisma

Cerca de dois anos atrás um dinâmico pregador, pastor de uma igreja em crescimento no sul dos Estados Unidos foi pego em adultério. A perplexa esposa conversou com a “outra”, uma dançarina de outro país e falou de Jesus pra ela. Nesse ínterim um pequeno grupo de pastores “encobriu” o problema e rapidamente despachou o pastor parÇAS a algumas sessões de aconselhamento. Logo depois, o pastor se divorciou, e os membros da igreja que não estavam cientes da situação culparam-na pela quebra de relacionamento conjugal.

Hoje este pastor continua pregando – ainda que sejam pregações ocas. Alguns membros da igreja se afastaram quando souberam da infidelidade do pastor. No entanto, outro tanto ficou por achar que não podiam julgar o pastor por seu pecado.

Ainda que seja doloroso ter de afastar um líder talentoso do púlpito, este deve ser afastado para preservar o temor do Senhor.

Coisas deste tipo vêm se repetindo nos últimos anos. Jamal Harrison-Bryant, pastor de uma igreja de dez mil membros em Baltimore foi acusado de ser pai de uma criança fora do casamento. Sua esposa, Gizellle, ao saber do caso, pediu o divórcio. No entanto, Bryant pregou um novíssimo sermão em sua igreja usando o exemplo de Davi e seu adultério com Bate-Seba para se justificar.

“Eu ainda sou o homem!” gritou do púlpito para vibração e alegria do povo que o aplaudiu. “A unção que possuo é maior que qualquer erro”. E deixou claro que não queria ser disciplinado. Para Bryant a unção está acima do caráter.

Essa imoralidade entre os líderes deixa a maioria dos crentes confusos. Será que um líder pode ser desqualificado? A restauração deve ser imediata? Seremos fariseus pelo fato de pedir que os líderes deixem o púlpito e se assentem novamente entre o povo até que provem que estão restaurados? É preciso rever algumas regras básicas:
1. Existem regras de qualificação para que uma pessoa seja líder na igreja, e o apóstolo Paulo deixou claro que existe um teste decisivo para que alguém seja líder. Em 1 Timóteo 3.2-7 ele afirma que o líder deve ser (1) irrepreensível; (2) marido de uma só mulher; (3) temperado (não pode ser dado ao álcool ou outras substâncias); (4) Prudente; (5) respeitável; (6) hospitaleiro; (7) apto para ensinar; (8) que saiba governar bem sua própria casa; (9) que tenha bom testemunho dos vizinhos e (10) que não seja um novo convertido (neófito).

Escrevendo a Tito Paulo faz as mesmas exigências e acrescenta outras qualificações: (11) não seja arrogante; (12) nem cobiçoso (13) ou ganancioso.

Observe que apenas uma das qualificações requer unção, que é a capacidade de ensinar. Todas as demais qualidades são de caráter. Paulo nada diz sobre a capacidade que o líder deve ter de profetizar, curar enfermos, ter visões, conversar com anjos, levantar dinheiro, cantar, gritar ou levar a audiência a um frenesi. Nem tão pouco requer credenciais acadêmicas. O caráter é a chave!

Os comentaristas concordam que a expressão “marido de uma só mulher” era um avanço na era do Novo Testamento para afirmar que “ele deve ser marido de uma única mulher”. Não pode ser um adúltero. (Nem bígamo). Os líderes têm de viver em pureza sexual. Precisam ajustar-se à definição bíblica de casamento e permanecer fiel neste contexto.

2. Os que não preenchem tais qualificações devem ser afastados. Ao exigir caráter de seus líderes Paulo está inferindo que os que não preencherem tais qualificações devem ser afastados do ofício – pelo menos até preencherem todas as exigências. Se fracassarem, diz Paulo, devem ser repreendidos na presença de todos para que os demais temam... (1 Tm 5.20). O pecado do líder não deve ser minimizado, desculpado ou varrido pra baixo do tapete.

E nada disto era opcional – e Paulo advertiu a Timóteo sobre a tentação de ser parcial. Ele escreveu: “Conjuro-te... que guardes estes conselhos…” (V 21). A disciplina bíblica tem de ser firme. Não se pode afastar uma pessoa por adultério e dar tratamento diferenciado a outra pessoa com o mesmo problema só porque é nosso amigo. Mesmo que seja dolorido fazê-lo, tem de ser feito para trazer o temor do Senhor sobre as pessoas.

3. A igreja não prosperará se não disciplinar seus líderes. Com ternura Paulo advertiu a Timóteo quanto a líderes ordenados precocemente. Ele escreveu: “A ninguém imponhas precipitadamente as mãos” (1 Tm 5.22). Em outras palavras os líderes serão julgados por Deus caso ordenem alguém que não preencha as qualificações bíblicas. Se tivermos o hábito de ordenar líderes desqualificados, a corrupção fincará raízes na igreja e não poderemos fugir ao juízo de Deus.

Não podemos reescrever as regras. Oro para que os líderes da igreja deixem de ser circenses e restaurem a ordem bíblica.

Tradução de João A. de Souza filho

Divulgação: www.juliosevero.com

Perspectiva bíblica diante do aumento do divórcio entre os evangélicos

sábado, 14 de março de 2009

EDITORA OS PURITANOS

Viemos avisá-los que o Projeto Os Puritanos/CLIRE agora possuem seu próprio MSN Messenger com a conta ospuritanos@gmail.com (Windows Live Messenger). Não é HOTMAIL, mas está inscrito assim no MSN Messenger. Este também é o novo E-mail para contatos com o Projeto Os Puritanos/Centro de Literatura Reformada (CLIRE), ou seja ospuritanos@gmail.com não mais o antigo ospuritanos@uol.com.br.

O antigo MSN Hotmail pertencia a nossa Secretária Renata que continurá atendendo-os, mas os contatos serão repassados para o nosso novo MSN/GMAIL.
Esperamos que nos adicione ao seu MSN.
Agradecemos.

Os Puritanos/Centro de Literatura Reformada (CLIRE)

OBS:
Aceite este convite e vocês aparecerão nos perfis online um do outro e poderão conversar usando o Windows Live Messenger.